quinta-feira, 5 de junho de 2014

PROTESTO - PERNAMBUCO ESTÁ PERDENDO O CONTROLE

Manifestantes que passaram em concurso público em 2010 protestaram nesta quinta

Os manifestantes pediam a nomeação imediata dos 85 aprovados na seleção.
POR: CBN RECIFEatualizado em 05/06/2014 (15h36)
Cerca de 50 pessoas que passaram num concurso público realizado em 2010 para a Controladoria Geral do Estado, a CGE, realizam um protesto em frente ao órgão nesta quinta-feira (5). Os manifestantes pediam a nomeação imediata dos 85 aprovados na seleção. Eles usaram faixas, cartazes e distribuíram panfletos para a população a respeito dos motivos da mobilização. De acordo com os aprovados no concurso, só após um mandado o de segurança impetrado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco é que eles conseguiram fazer um curso de formação para assumir as vagas no mês de fevereiro, mas depois do curso finalizado, nenhum deles foi chamado. De acordo com Inês Morais, uma das que estavam à frente da mobilização o quadro de pessoas no órgão está deficitário e o governo se nega a fazer a reposição de pessoal. Ela lamenta que um órgão como a CGE, de controle e fiscalização dos recursos públicos esteja nessa situação. Os concursados seguiram em passeata da CGE, no bairro do Espinheiro, até o Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo Estadual. O Governo do Estado alegou que o concurso está dentro da validade e que tem até o ano de 2016 para nomear os selecionados.

Aprovados no concurso da Controladoria Geral do Estado pedem nomeação

Publicação: 05/06/2014 07:24 Atualização:
Cerca de 90 aprovados no concurso da Controladoria Geral do Estado de Pernambuco realizam um protesto esta manhã na Avenida Agamenon Magalhães. De lá, eles seguem em passeata até o Palácio do Campo das Princesa para pedir a nomeação.

Os concursados alegam que a prova do concurso, realizada em 2010, mas o curso de formação só foi realizado em fevereiro de 2014 devido a um mandado de segurança impetrado a pedido dos candidatos. Eles temem que a demora para a convocação dos profissionais dure até 2018, quando termina a validade do concurso. 

A Controladoria é responsável pela prevenção e combate à corrupção. Segundo os concursados, hoje o órgão conta com 38% dos funcionários efetivos.


Concursados da SCGE permanecem sem resposta

Publicado por Marília Neves, em 5.06.2014 às 17:36
Os aprovados no concurso público da Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE-PE) realizaram uma manifestação pela nomeação deles durante a manhã e a tarde desta quinta-feira (05). O grupo de aproximadamente 80 pessoas se concentrou em frente à sede da SCGE, situada na rua Santo Elias, no Espinheiro, às 10h30 e, de lá, marcharam pelas ruas do Recife até o Palácio do Campo das Princesas, Área Central. Eles tentaram conversar com representantes do Governo do Estado, mas não foram atendidos. A mobilização encerrou-se por volta das 16h30, contudo eles prometem continuar com as mobilizações futuramente.
Durante a passeata, os candidatos empunharam faixas e cartazes e usavam uma camisa contra a corrupção, já que a SCGE é o órgão responsável por fiscalizar as ações dos governantes no âmbito estatal. O certame ocorreu em 2010 e só em 2014 foi homologado, quase quatro anos depois de sua realização. Para Karlos Aragão, um dos pleiteantes à vaga de analista de finanças, o sentimento é de indignação. 
“Estamos aqui para sensibilizar a sociedade da importância da Controladoria. Fazemos parte do grupo de aprovados no concurso de 2010 e, até agora, nenhum foi convocado. A Controladoria, hoje, se encontra com uma vacância de 40% de seus servidores. Nós queremos fortalecer o papel dela e do controle interno de Pernambuco”, declarou Karlos.
No total, a seleção ofereceu 82 vagas no momento de sua abertura. As oportunidades foram para os cargos de analistas de Controle Interno, com especialidades em Finanças Públicas (72 vagas), em Obras Públicas (08) e em Tecnologia da Informação (02).
Candidatos ocuparam faixa da avenida Agamenon Magalhães durante passeata pacífica
Segundo com nota enviada pela Secretaria de Administração (SAD) ao Blog dos Concursosno final de maio, "antes da realização de novas nomeações, o Governo do Estado aguarda apuração do quadrimestre fiscal pela Secretaria da Fazenda, para verificar os impactos financeiros das demandas da área de pessoal em obediência à Lei de Responsabilidade Fiscal". 
Para os candidatos, essa resposta é frustrante. “Considero um absurdo essa resposta depois de tanto tempo”, afirmou Aragão. Para Isis Andrade, o Governo os trata com descaso. “Não temos nenhuma perspectiva de contratação”, afirmou Isis. 

Candidatos em concurso da SCGE realizam manifestação nesta quinta

Publicado por Marília Neves, em 5.06.2014 às 10:25
Aprovados esperam desde 2014 pela convocação
Atualizado às 13h35
Os aprovados no concurso público da Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE-PE) realizam manifestação na manhã desta quinta-feira (05). Eles se concentraram em frente à sede do órgão, na rua Santo Elias, no Espinheiro, Zona Norte do Recife, e dirigiram-se por uma das faixas da avenida Agamenon Magalhães até o Palácio do Campo das Princesas. Os concursados pedem que ocorram as nomeações.
O concurso público da SCGE ocorreu em 2010. A homologação, quase três anos depois. Enquanto isso, nada de convocações dos aprovados. No total, a seleção ofereceu 82 vagas no momento de sua abertura. As oportunidades foram para os cargos de analistas de Controle Interno, com especialidades em Finanças Públicas (72 vagas), em Obras Públicas (08) e em Tecnologia da Informação (02).

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Candidatos aprovados em concurso no Recife reivindicam contratação

Publicado em 04.06.2014, às 16h55

5ae1d55acfb6318336014b61c8193e73.jpg
Os 82 candidatos estão à espera de nomeação
Foto: Divulgação

Do NE10
ATUALIZADA às 19h47
Os 82 candidatos aprovados no último concurso da Secretaria da Controladoria Geral do Estado de Pernambuco (CGE-PE) promovem nesta quinta-feira (5) uma manifestação para denunciar o atraso na nomeação dos selecionados. O certamen foi realizado em 2010 e a nomeação ainda pode se arrastar até 2018. Está marcada uma panfletagem na Avenida Agamenon Magalhães, área central do Recife, para chamar a atenção da população sobre o caso.
De lá, eles pretendem seguir em caminhada com carros de som para a frente do Palácio das Princesas, onde esperam ser recebidos pelo governador do Estado. A falta de convocações é alvo de críticas por parte dos aprovados.
De acordo uma das aprovadas, que pediu para não ser identificada, o sentimento de indignação impera entre os candidatos. A segunda etapa do concurso, diz ela, seria o curso de formação, que só ocorreu em fevereiro deste ano.

"Depois de quatro anos conseguimos realizar o curso de formação. Mesmo assim não temos expectativa de quando seremos convocados para assumir o cargo. O edital explica que após a realização do curso, a CGE tem um prazo de dois anos para começar a nomear, podendo este prazo ser estendido por mais dois anos. Pelo visto vamos ter que esperar até 2018 para, talvez, sermos chamados. Um absurdo", explicou a candidata.

A CGE-PE, órgão responsável por ações de combate à corrupção, pela fiscalização e transparência da gestão pública, possui atualmente um grande desfalque de servidores, segundo a aprovada. O órgão deveria operar com 180 servidores, mas atualmente se encontra com apenas 70 funcionários. Os 82 aprovados criaram uma página no facebook para alertar a sociedade sobre a lentidão da nomeação e divulgar as funções da Controladoria.

Os candidatos fizeram seleção em 2010 para os cargos de de analistas de Controle Interno, com especialidades em Finanças Públicas (72 vagas), em Obras Públicas (08) e em Tecnologia da Informação (02).

RESPOSTA - A Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE), disse, através de nota, que a Controladoria vem cumprindo com as exigências do edital da seleção e que o Governo tem um prazo de dois anos para convocar os candidatos. A nota não esclareceu sobre o número reduzido de funcionários no órgão. Confira a íntegra:

A Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE) vem realizando importante papel no controle, regularidade e transparência na gestão pública. A Controladoria realizou, de 3 a 28 de fevereiro deste ano, o Programa de Formação para aprovados na primeira etapa do concurso para a vaga de analista de controle interno. A capacitação ocorreu no CEFOSPE, onde 92 matriculados cumpriram carga horária de 200 horas-aula. De acordo com o edital do concurso, o Governo de Pernambuco tem dois anos, a partir da homologação da segunda etapa do concurso, para chamar os candidatos.