quarta-feira, 28 de maio de 2014

Deputados defendem convocação de concursados da Controladoria Geral do Estado

Em 28/05/2014 - 18:19:00

Um grupo de aprovados no último concurso da Secretaria da Controladoria Geral do Estado lotou as galerias do Plenário da Assembleia, nesta quarta (28 de maio), para pedir o apoio dos parlamentares. A seleção para analista de Controle Interno ocorreu em 2010, e 82 concursados aguardam a nomeação para o cargo. 

Maviael Cavalcanti, do Democratas, afirmou que a carreira de controlador interno foi criada em 2008 e, desde então, apenas 39% das vagas foram preenchidas, com funcionários antigos do Estado. Segundo o parlamentar, existe uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado para que haja a nomeação, a fim de fortalecer o trabalho de fiscalização das obras públicas. O deputado afirmou que o Governo chegou a convocar um aprovado no concurso, mas pediu ao governador João Lyra Neto que chame os demais selecionados, para assegurar o direito dos candidatos. 

Já o líder do Governo, Waldemar Borges, do PSB, explicou que, pela primeira vez no Estado, a área de controladoria está sendo tratada de forma profissional. O parlamentar afirmou que o prazo de validade de dois anos do concurso começou a contar em fevereiro, quando houve um curso de formação para os aprovados. Segundo o deputado, o Poder Executivo reconhece a necessidade dos servidores e, assim que tiver condições, vai convocar os candidatos. 

Adalberto Cavalcanti, do PTB, Daniel Coelho, do PSDB, Sérgio Leite, do PT, e Sílvio Costa Filho, do PTB, afirmaram que a Assembleia precisa negociar a nomeação dos concursados com o Governo. (V.B.)

Fonte: http://www.alepe.pe.gov.br/sistemas/noticias/?arquivo=noticia.php&id=25798

terça-feira, 27 de maio de 2014

PEC Estadual poderá mudar o paradigma da Administração Pública‏

A sociedade vem se mobilizando cada vez mais no sentido de reivindicar a corrupção e ineficiência dos gastos públicos.
Nesse contexto é que foi publicada a Proposta de Emenda à Constituição Estadual de Pernambuco Nº 12/2014, no dia 09/05/2014, com o objetivo de dar mais efetividade no combate à corrupção, ao tornar o Controle Interno mais independente dos desmandos da política: o Controlador do Estado passará a não ser mais um cargo político e a Secretaria de Controle Interno abarcará as funções de auditoria, controladoria, correição e ouvidoria, para servir ao cidadão Pernambuco.
É precário, ilógico e inevitavelmente parcial um sistema de controle interno onde haja influência política desvirtuada. Se aprovada, essa emenda significará uma vitória do povo pernambucano e um pontapé inicial contra a corrupção historicamente instalada no Estado e no país.
Entretanto, desde a publicação, essa proposta não foi distribuída na ALEPE, o que se pressupõe um "engavetamento".
Nesses termos, solicitamos apoio na divulgação dessa proposta, com o objetivo de mudar o paradigma da Administração Pública Estadual: