quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Verba de combate à corrupção subiu apenas 1,2% em 2011 no Brasil

A verba destinada pelo governo federal para seu programa de combate à corrupção ficou praticamente estagnada no primeiro ano de mandato da presidente Dilma Rousseff. O valor investido no Programa de Controle Interno, Prevenção e Combate à Corrupção em 2011 foi de R$ 50,5 milhões, segundo dados do Portal da Transparência.
A quantia representa um aumento de apenas 1,2% em relação a 2010, último ano do governo Lula - quando foram aplicados R$ 49,9 milhões. No mesmo período, o total de gastos diretos do governo federal subiu 13%.
No ano passado, pouco mais de 70% de toda a verba investida no programa de combate à corrupção coordenado pela Controladoria Geral da União (CGU) foi usada em ações burocráticas e administrativas, como manutenção de veículos, conservação de imóveis, despesas com viagens, realização de eventos e publicidade.
Apenas 2,6% da verba do programa - R$ 1.328.614,11 - foi destinada a ações que envolvem "instauração, recomendação, avocação e acompanhamento de sindicâncias administrativas e processos administrativos disciplinares".
Também foram aplicados R$ 7,8 milhões, o equivalente a 15,5% da verba total do programa, na fiscalização e no controle da aplicação de recursos públicos. Outros R$ 3,4 milhões foram gastos em ações de transparência governamental.
Segundo o jornal O Globo, o orçamento do programa é estimado em R$ 66 milhões este ano.

por Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário